Dr. Achylles Tomazelli Neto
CRMSC 3793

Dr. Luiggi Ferronato Giordani
CRMSC 12398
DOENÇAS OCULARES | CLÍNICA TOMAZELLI

< Voltar
Clique nas imagens para visualizar maior

Toxoplasmose

Sintomas

São vários os sintomas apresentados pela pessoa contaminada e dependerão também do grau de imunidade do paciente. O início dos sintomas varia de cinco a 30 dias após a contaminação. A doença pode ter manifestações pouco significativas, podendo ser até assintomática.
O paciente pode apresentar:

Febre e manchas pelo corpo como sarampo ou rubéola; sintomas localizados nos pulmões, coração, fígado ou sistema nervoso, dependendo do local no organismo em que o protozoário se aloja.

Ínguas pelo corpo, principalmente localizadas na região do pescoço e às vezes disseminadas em outras áreas.

Doença ocular, manifestada pela dificuldade para enxergar, inflamação, surgimento de pontos pretos no campo de visão. Se não for tratadas surgem lesões na retina que podem evoluir para a cegueira.

Infecção no feto quando a gestante adquire a doença pela primeira vez durante a gravidez. Dez da 60% dos bebês vão nascer com algum tipo de comprometimento pela toxoplasmose. Se a transmissão ocorrer no 1º trimestre da gestação as consequências serão mais severas, mas a frequência de contaminação nesta fase é menor. Conforme a gestação vai progredindo, aumenta a frequência da transmissão da toxoplasmose, mas diminui a gravidade dos danos para o feto.

Em pacientes com AIDS ou CANCER, em que a imunidade já está reduzida, a doença pode se apresentar de forma muito grave, causando lesões no sistema nervoso, pulmões, coração e retina. O mesmo acontece quando se usa medicamentos com efeitos imunossupressores

OBS: Hospedeiros intermediários ou definitivos com baixas defesas podem responder de forma diferente.

Existe Cura?

Na maioria dos casos o tratamento controla a doença evitando complicações . Não há cura definitiva para a doença, os tratamentos atuais não têm a capacidade de eliminar o parasita e não conseguem reverter as cicatrizes antigas. As lesões causadas pela toxoplasmose na retina podem ser irreversíveis.

Prevenção

- Evite comer carnes cruas.

Coma carnes sempre bem passadas, cozinhando-as até que percam a coloração avermelhada.

Coma os embutidos como lingüiças e salames sempre bem cozidos ou curados, nunca logo após a fabricação.

Não prove a carne crua durante a preparação dos embutidos.

- Coma verduras e legumes sempre bem lavados

Deixe verduras, legumes e frutas de molho em solução de água com vinagre, lavando-as após em água corrente. O vinagre auxilia na remoção mecânica do toxoplasma.

- Se tiver contato com gatos, lave as mãos após.

- Conserve cobertas as caixas de areia para as crianças quando não estiverem em uso

- Lave bem as mãos e unhas após trabalhar com terra ou use luvas.

- Lave bem as mãos após manusear carnes cruas.

Não use a faca e a tábua de cortar carne para outros alimentos antes de lavá-la

- Elimine moscas, baratas e ratos dando o destino correto ao lixo doméstico e dejetos de criações de animais.

- Evite consumir ovos crus (em maionese e musses), leite não pasteurizado e queijo fresco.

- Consumir apenas água fervida ou filtrada, principalmente se for de poços rasos, cacimbas ou fontes abertas.

- Mantenha os reservatórios de água sempre fechados e em locais inacessíveis aos animais

- Desinfete ambientes contaminados com fezes de gato com água fervente. Amoníaco a 7% pode ser usado, mas não é 100% eficaz.

- Microondas não mata o toxoplasma.

- Carne de porcos criados livres apresentam mais riscos.

- A maneira mais eficaz de destruir os oocistos eliminados através das fezes dos gatos é através da incineração dos dejetos.

Toxoplasmose Ocular

Com a contaminação, o protozoário pode se localizar no olho do paciente e provocar lesões na retina, que podem ser pequenas e longe da área central, não comprometendo a visão ou de gravidade tal, que podem causar a cegueira se não for realizado tratamento. A doença pode levar ao aparecimento de lesões oculares desde após 10-15 dias até 20 anos após sua aquisição.
Sintomas
Nuvens, pontos pretos em movimento, embaçamento da visão, cerração, redução da visão, olho vermelho, dor.

Evolução da doença

Vai da cura espontânea até o aparecimento de lesões irreversíveis, que podem levar à cegueira. Os casos que recebem diagnóstico precoce e são tratados adequadamente apresentam boa evolução.

Recidivas

A doença pode retornar causando novas lesões no fundo de olho e comprometendo a visão. As recidivas ocorrem em 30 % a 80 % dos casos e não há tratamento 100 % eficaz para evitá-las.

As recidivas podem ocorrer sem causa aparente. Embora não existam estudos que confirmem a hipótese, é possível que elas ocorram sempre que houver uma baixa nas defesas do organismo, uma vez que o Toxoplasma é um protozoário oportunista. Esta baixa das defesas pode ser decorrente de doenças crônicas, que debilitam o organismo. O uso de corticosteróides isolados e dietas alimentares severas também podem causar recidivas. Há indícios de que o estresse e a depressão também possam desencadear uma recidiva.

As recidivas podem ocorrer por recontaminação pelo toxoplasma, portanto, mesmo que você já tenha IgG positivo ou lesão, deve seguir as orientações de prevenção da doença.

Toxoplasmose adquirida

O comprometimento da região nobre da retina é frequente na toxoplasmose adquirida, mesmo em pessoas imunocompetentes. 75% das lesões estão dentro ou próximas das arcadas vasculares, comprometendo a visão.

Clínica de Olhos Tomazelli
(49) 3322.3070
Rua Marechal Floriano Peixoto, 266-0
Centro - Chapecó - SC
(c) 2012 Clínica Tomazelli. Desenvolvido por aleto