Dr. Achylles Tomazelli Neto
CRMSC 3793

Dr. Luiggi Ferronato Giordani
CRMSC 12398
CIRURGIAS | CLÍNICA TOMAZELLI

< Voltar
Clique nas imagens para visualizar maior

Tumores intra-oculares

Crianças
O tipo mais comum de cancer intra-ocular em crianças chama-se retinoblasmoma e acomete crianças desde o nascimento até aproximadamente os 5 anos de vida. Ele é causado por uma alteração genética no cromossoma 13.

Adultos
Nos pacientes adultos o tipo mais comum de tumor intra-ocular é o melanoma de coróide, semelhante ao melanoma de pele. Sabemos que os pacientes com maior possibilidade de terem a doença são os pacientes mais velhos e com pele branca, mas qualquer um pode ser acometido. Geralmente os pacientes percebem o tumor porque têm alteração na visão, mas algumas vezes o tumor é encontrado em um exame de rotina.

Metástase
Metástase ocular é um tumor no olho decorrente de tumor em outro local do corpo, sendo mais frequentes vindo de cancer da mama, pulmão ou próstata. O tratamento da metástase pode melhorar a sobrevida e qualidade de vida do paciente e depende do tipo de tumor primário. Nestes casos é importante o contato do oncologista ocular com o oncologista que trata do tumor primário do paciente. Como tratamento temos medicações, radioterapia e cirurgia, dependendo do tipo de metástase, seu tamanho, número e da visão do paciente.

Tumores da superfície ocular
Existem tumores que afetam a superfície do olho, geralmente são carcinomas espino celulares e melanomas, como os que podem acometer a pele. Eles podem aparecer na conjuntiva ou córnea causando olho vermelho que não melhora, aumento da pigmentação da conjuntiva (parte branca do olho), baixa de visão ou dor. Estes tumores devem ser removidos para evitar que penetrem no olho ou se espalhem pelos vasos linfáticos. Neste caso é feita uma cirurgia na superfície do olho.

Também pode ser realizado tratamento complementar com quimioterápicos em colírio, que ajudam a destruir as células tumorais. As pálpebras podem ser acometidas por carcinomas baso celulares ou melanomas (cancros de pele).

Eles aparecem como lesões elevadas ou com cor diferente da pele normal e devem ser tratados assim que possível para evitar que comprometam o olho. O tratamento normalmente consiste na remoção cirúrgica do tumor e, se realizada precocemente, não costuma causar problemas estéticos.


Retinoblastoma

O tipo mais comum de tumor ocular a acometer crianças chama-se retinoblastoma e acomete crianças desde o nascimento até aproximadamente os 5 anos de vida. Este cancro acomete 1 criança em cada 15 mil nascidas vivas.

Ele é causado por uma alteração genética (no cromossoma 13) e pode ser transmitido por um dos pais que já apresentava a mutação (gene com defeito), ou surgir de uma mutação nova. Esta diferença é importante porque vai indicar qual a probabilidade da criança apresentar tumores nos dois olhos e de transmitir a doença para os seus filhos.

No caso da criança ser filha de um pai ou mãe com a doença, o caso é chamado de retinoblastoma familiar. No caso de crianças que não têm pais acometidos pode tratar-se de uma mutação presente em todas as células da criança (chamado de esporádico hereditário) ou só no olho (esporádico não hereditário).

No caso esporádico hereditário a mutação ocorre antes da fecundação, então todas as células da criança são afetadas. Tanto neste caso quanto na herança familiar a criança tem 90% de possibilidade de desenvolver tumor nos dois olhos, além da possibilidade de desenvolver outros cancros em outras partes do corpo (principalmente osteossarcomas e sarcomas de partes moles). Estas crianças também apresentam 50% de possibilidade de, quando adultas, transmitirem a doença para um de seus filhos.

A foto apresentada é de uma paciente de 13 anos. O olho foi removido por ser ao exame forte suspeita de um melanoma maligno de coróide e o exame histopatológico confirmou a suspeita deste cancer que tem altas taxas de mortalidade. Observe o tumor em cores branca e preta na parte inferior tomando quase metade do olho. Oriunda de Nonoai-RS, a paciente foi tratada na Clínica Tomazelli e está muito bem , sem sinais de metástases (quando o tumor se espalha para outros orgãos),com acompanhamento de 6 (seis) anos de pós operatório. A visão do outro olho desta paciente é normal. Para fins estéticos, como remove-se o olho todo uma prótese é adaptada com a cor do outro olho (veja mais sobre o assunto em Prótese Ocular)

Clínica de Olhos Tomazelli
(49) 3322.3070
Rua Marechal Floriano Peixoto, 266-0
Centro - Chapecó - SC
(c) 2012 Clínica Tomazelli. Desenvolvido por aleto