Dr. Achylles Tomazelli Neto
CRMSC 3793

Dr. Luiggi Ferronato Giordani
CRMSC 12398
CIRURGIAS | CLÍNICA TOMAZELLI

< Voltar
Clique nas imagens para visualizar maior

Ceratocone

ANEL INTRACORNEANO (DE FERRARA)
O QUE √Č O ANEL INTRACORNEANO ?

São pequenos segmentos circulares confeccionados em acrílico. Este material é inerte, assim, não provoca rejeição. Geralmente são implantados dois segmentos de anel.

QUAL A INDICAÇÃO PARA O IMPLANTE DO ANEL INTRACORNEANO ?

√Č uma das alternativas para o tratamento do ceratocone.

O ceratocone é uma doença hereditária que se desenvolve geralmente na adolescência. Esta doença provoca o afinamento e deformação da córnea (membrana anterior transparente do olho).

Nos estágios iniciais, o portador de ceratocone pode se beneficiar do uso de óculos. Com a evolução da doença, as lentes de contato estão indicadas. Nos casos de má adaptação às lentes de contato, o anel é a alternativa mais segura.

Esta técnica pode evitar o transplante de córnea que é um procedimento complexo devido ao risco de rejeição.

Outras poss√≠veis indica√ß√Ķes para o anel intracorneano s√£o os astigmatismos (irregularidades corneanas) gerados por ectasia p√≥s excimer laser, degenera√ß√Ķes corneanas e transplante de c√≥rnea.

O ANEL PODE IMPLANTADO EM TODOS OS CASOS DE CERATOCONE ?

Não. Nos casos de ceratocone avançado com opacidade corneana e em córneas muito finas há contra-indicação ao uso do anel. Assim, uma avaliação oftalmológica completa será necessária, incluindo biomicroscopia (análise da transparência), topografia (análise do relevo) e paquimetria (medida da espessura).

H√Ā QUANTO TEMPO EXISTE A T√ČCNCIA DO ANEL INTRAESTROMAL ?

Os implantes intracorneanos foram desenvolvidos há cerca de 50 anos com finalidade refrativa (correção de grau). Como os resultados não foram satisfatórios, esta técnica foi praticamente abandonada.

Na década de 90, o oftalmologista Dr. Paulo Ferrara desenvolveu novos desenhos de anéis para o tratamento do ceratocone, sendo o responsável pelo sucesso atual desta técnica. Os bons resultados no tratamento do ceratocone com anel intracorneano levou o Conselho Federal de Medicina a aprovar este procedimento que é, hoje, implantado em vários países.

O USO DO ANEL INTRAESTROMAL VAI CORRIGIR COMPLETAMENTE A VISÃO ?

O segmento de anel é uma órtese, assim, seu objetivo é regularizar a superfície corneana, de tal forma que a visão possa ser restabelecida de forma complementar com o uso de óculos ou mesmo de lente de contato.

A recuperação visual após o implante do anel intracorneano é progressiva, havendo flutuação da visão no período pós-operatório. Após algumas semanas há estabilização da visão.

Devemos lembrar que muitos portadores de ceratocone, antes do anel intraestromal, tinham como √ļnica alternativa o transplante de c√≥rnea, que freq√ľentemente necessita de √≥culos ou lentes de contato para a reabilita√ß√£o visual final.

COMO √Č FEITO O IMPLANTE DE ANEL INTRAESTROMAL ?

√Č uma cirurgia realizada em centro cir√ļrgico com aux√≠lio de microsc√≥pio. A anestesia √© t√≥pica (col√≠rio anest√©sico), sendo o procedimento indolor. A alta tecnologia, com material cir√ļrgico de alta precis√£o, permite que a cirurgia seja realizada em cerca de 15 minutos.

Após a cirurgia é colocada uma lente de contato como curativo. São prescritos colírios antibióticos e anti-inflamatórios.

O retorno às atividades habituais ocorre após alguns dias.

EXISTE ALGUM RISCO COM O IMPLANTE DO ANEL INTRAESTROMAL ?

Como qualquer cirurgia, complica√ß√Ķes s√£o descritas. Pode ocorrer infec√ß√£o e expuls√£o do anel, embora com uma incid√™ncia muito baixa.

Assim, o uso da medicação prescrita e cuidados como não coçar os olhos são muito importantes no pós-operatório. Na ocorrência de alguma complicação, os anéis podem ser removidos, voltando o paciente à situação anterior. O procedimento é reversível.







Clínica de Olhos Tomazelli
(49) 3322.3070
Rua Marechal Floriano Peixoto, 266-0
Centro - Chapecó - SC
(c) 2012 Clínica Tomazelli. Desenvolvido por aleto